sexta-feira, 26 de outubro de 2007

PARTICIPAÇÃO DO LEITOR


Archie Thompson: maior artilheiro de uma partida por seleções da história




Mais uma vez gostaria de agradecer a participação dos leitores. Desta vez foi o Klaus Almeida quem escreveu e perguntou sobre o maior artilheiro da história das seleções em uma partida apenas.

A resposta é: Archie Thompson, atacante australiano que marcou "meros" 13 gols na partida diante da fraquíssima seleção de Samoa Americana, que valia pelo Grupo 1 das Eliminatórias da Oceania para a Copa do Mundo de 2002. O placar também configurou-se em um recorde mundial: 31 a 0 para os australianos. Thompson superou uma marca que já perdurava quase 90 anos, quando o alemão Gottfried Fuchs anotou 10 gols na vitória da Alemanha por 16 a 0 diante da Rússia nas Olimpíadas de Estocolmo, na Suécia, em 1912. Antes disso outro jogador também fez 10 gols em um único jogo por sua seleção: o dinamarquês Sophus Nielsen conseguiu a marca na goleada sobre os franceses por 17 a 1, nos Jogos Olímpicos de 1908, em Londres.

Archie Thompson, na verdade, é natural de Otorohanga, na Nova Zelândia. Nasceu em 23 de outubro de 1978 e é filho de pai neo-zelandês e mãe de Papua Nova Guiné. Porém, desde criança vive na Austrália. Atualmente defende o Victoria Melbourne, do país dos cangurus.

Até a histórica goleada, Thompson era figura discreta no futebol. Tinha certo destaque na Liga Australiana, na qual era um dos artilheiros da competição pelo Marconi Stallions. Frank Farina, então treinador dos Socceroos, como é chamada a seleção, resolveu poupar muitos titulares do time dada a extrema fragilidade do adversário. Daí o centroavante fez seu nome na história.

Em 11 de abril de 2001, na cidade de Coffs Harbour, na Austrália, o camisa 21 deixou sua marca 13 vezes e mudou o rumo de sua carreira, que até então só tinha acontecido na A-League (o Campeonato Australiano). Com isso, começou a aparecer mais vezes nas convocações (mesmo que no banco de reservas) e recebeu uma proposta para atuar no futebol europeu - no Lierse, da Bélgica.

Depois de atuações razoáveis e 27 gols em 90 jogos pelo time belga, Thompson voltou ao seu país para vestur a camisa do Victoria Melbourne e mais uma vez se destacou. Tanto que chamou a atenção de Guus Hiddink, que era seu treinador na seleção australiana, e o levou para o holandês PSV Eidhoven, no qual também era o técnico. Entretanto, não foi muito aproveitado na Holanda e está atualmente em sua segunda passagem pelo time de Melbourne, desde a sua participação na Copa do Mundo de 2006.

Abaixo, dados e estatísticas da carreira de Archie Thompson:

* Clubes (7): Bathurst'75 (1995/96), Gippsland Falcons (1996/98), Carlton S.C. (1998/2000), Marconi Stallions (2000/01), Lierse/BEL (2001/05), Victoria Melbourne (2006 e atualmente), PSV Eidhoven/HOL (2006).

* Gols: 121 (21 pela seleção australiana).

* Convocações: 28.

* Artilharia: A-League (2005 e 2006).


Espero ter acabado com sua curiosidade, Klaus. Continue sempre participando!



Foto: arquivo pessoal

2 comentários:

beto disse...

grande CH, não sei se sabes mas também sou louco pela história do esporte bretão...excelente este seu espaço aqui!! Valeeeuuzz

Andrea disse...

Klaus realmente gosta de história... Ele ainda vai participar muito do seu blog, Carlos.
Parabéns pelo trabalho. Estou sempre conferindo.